Medicina do Golfe

O conceito de Medicina de Golfe tem por objetivo caracterizar de forma holística o jogador, os seus aspectos biopsicossociais, bem como as competências técnicas, abrangendo do nível profissional ao amador.

O golfe é um desporto jogado em todo o mundo por pessoas de todas as idades. Parte do seu apelo é que não há género, habilidade ou limite de idade para a sua prática. A participação no golfe está distribuída por todas as faixas etárias, sendo mais elevado na população senior/aposentada, devido ao maior tempo de livre para a sua prática.

Dado ao seu baixo impacto com componente aeróbio, torna-o na perfeita recomendação médica quando se pretende a prática de exercício por parte dos pacientes. A carreira de golfe pode se estender por mais de 50 anos , com uma enorme variedade de perfis de jogadores, com semelhantes padrões de swing.

Durante a carreira, ocorrem diversas “lesões relacionadas com o golfe” e “lesões relacionadas à idade“, onde as pretendemos gerir com a melhor solução individual, através do aperfeiçoamento das competências técnicas, treino de performance ou o tratamento médico mais actual.

 Prevenção, Reabilitação e Tratamento de lesões
 Performance do golfista
 Técnicas de Diagnóstico Inovadoras
 Condições especiais para Parceiros e Acordos

Biomecânica do Golfe

O Golfe tem componentes de desporto de lançamento 50% da energia usada no swing é transferida dos membros inferiores.

Flexibilidade e força são a chave da prevenção de lesões

Causas Frequentes de Lesão

– Sobrecarga
– Evento Único
– Limitações Físicas
– Swing falhado
– Moderno vs. Swing Clássico

Incidência Profissional

– Mão: 37 %
– Coluna Lombar : 24 %
– Ombro : 10 %
– Cotovelo : 7 %
– Joelho: 7 %

Incidência Amador

– Mão: 35 %
– Coluna Lombar : 35 %
– Ombro : 12 %
– Cotovelo : 33 %
– Joelho: 9 %

Diagnóstico

Consulta com médico GFI – Medicina do Golfe onde será realizada avaliação clínica, exame objetivo e planeado o programa de reabilitação/performance e/ou alternativas terapêuticas consoante os objetivos e necessidades do atleta.

20 Testes Funcionais
– 10 Mobilidade & Estabilidade
– 10 Força & Coordenação
Limitações Físicas
– Défices Funcionais
– Perda de Mobilidade Articular

A avaliação do risco cardiovascular estará sempre disponível através do serviço Gestão Global de Saúde.
– Análises
– ECG
– Prova de esforço

A avaliação imagiológica tem impacto no diagnóstico e tratamento de lesões desportivas.
– Raio-X
– Ecografia alta resolução
– TAC
– Artro-TAC
– RMN
– Artro-RMN

Tratamento

– Farmacologia oral (Dor Nociceptiva / Dor Neuropática)
– Fisioterapia dirigida
– Treino funcional
– Posturologia
– Ténicas minimamente invasivas
– Injeção guiada por Ecografia ou Fuoroscopia (Plasma Rico em Plaquetas – PRP,
Ácido Hialurónico
– Mesoterapia
– Punção seca
– Cirurgia Ortopédica
– Psicologia do Desporto

– Exercício Terapêutico
– Mobilidade Articular
– Treino Funcional
– Treino de Força
– Treino Isoinercial

Programa de Prevenção de Lesões (pré-competição inclusive)

Tratamento de traumatologia desportiva e lesões de overuse por via artroscópica, mini-invasiva e clássica

Lesões Frequentes

Coluna

1. Hérnia discal
2. Atropatia das facetas
3. Espasmo muscular
– Sítio mais comum das lesões do Golfe
– Coluna Lombar tem baixa capacidade rotatória
– Follow-through  (fase de maior stress)

Ombro

1. Conflito sub-acromial
2. Patologia da coifa dos rotadores
3. Artrose da articulação acrómioclavicular
– Topo do “backswing” e no fim do “follow-through” (fase de maior stress)

Cotovelo

1. Epicondilite Lateral (a mais frequente)
2. Epicondilite Medial
3. Síndrome Miofascial
– Sobrecarga
– Segurar com muita força no grip

Conheça os nossos pacotes de intervenção

Saber Mais

GFI, gestão personalizada da sua saúde.